Histórico

 

A trajetória do Arquivo Central se inicia no ano de 1946, com a aprovação do primeiro Estatuto da Universidade. O Serviço de Comunicações (SECOM), vinculado ao Departamento de Administração Central, foi a primeira unidade a exercer as funções de arquivo e protocolo geral da instituição, cabendo-lhe o arquivamento e a autuação de todos os processos da UFRJ.  Em 1988, o SECOM teve sua denominação alterada para Divisão de Comunicações (DICOM), sendo que as atividades desempenhadas não foram objeto de grandes transformações.

 

montagem hist

SECOM/DICOM - Anos 80

 

No ano de 2005, numa tentativa de modernização e adequação dos procedimentos de trabalho ao que preconiza a Arquivologia, a DICOM é transformada em Divisão de Gestão Documental e da Informação (DGDI). Dentre suas principais inovações, destacam-se a implantação do Sistema de Acompanhamento de Processos (SAP), a contratação de arquivistas e técnicos em arquivo, a criação da primeira Comissão Permanente de Avaliação de Documentos da UFRJ, a aproximação com o Arquivo Nacional em busca de orientação especializada, a descentralização dos protocolos e a obrigatoriedade do emprego das atividades de classificação e avaliação, que vieram promover eliminações responsáveis e o arquivamento do que é realmente necessário.

 

montagem hist2

DGDI - Divisão de Gestão Documental e da Informação

 

O surgimento da DGDI provocou um aumento na complexidade das atividades desempenhadas, o que exigiu uma reconfiguração de sua estrutura. Sendo assim, como um desdobramento da DGDI, surge em 2013 a Divisão de Arquivos (DIARQ), que inovou com a criação das seções de Arquivo Permanente e de Projetos.

 

As atividades promovidas pela DGDI e DIARQ adquiriram notoriedade, fazendo com que seus serviços fossem requisitados por um grande número de unidades da Instituição. Porém, estas divisões faziam da parte da estrutura da Superintendência Geral de Administração e Finanças e, não, uma unidade de referência para as questões arquivísticas da UFRJ.

 

Em virtude desta lacuna, tornou-se urgente a criação de um sistema de arquivos para a Instituição. Após vários anos de esforços, principalmente, a partir de campanhas de convencimento junto às instâncias deliberativas da Universidade sobre a importância de sua implantação, foi aprovada a criação do Sistema de Arquivos da Universidade Federal do Rio de Janeiro em 29 de março de 2016, com a responsabilidade de promover a gestão, preservação, acesso e divulgação dos acervos arquivísticos da Universidade. O Arquivo Central é o seu órgão de coordenação e tem como objetivo principal executar e demandar as políticas arquivísticas elaboradas pelo Sistema.

 

montagem hist3

Arquivo Central/SIARQ - 2019

 

UFRJ Sistema de arquivos da UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ